10 fevereiro, 2013

Agora os textos estão sendo postados aqui, nesse novo blog

http://apdetalhes.blogspot.com.br/

Beijos ;)


Enquanto eu respirar
sz

30 janeiro, 2013

Sorriso é a manifestação dos lábios quando os olhos encontram o que o coração procura.

.

É preciso aprender
a colocar pontos finais,
onde as vírgulas
não fazem
a menor diferença.
Paixão é uma coisa linda, não é? Sorrisos bobos pra lá e pra cá, borboletas no estômago, joelhos trêmulos… Você acorda pensando na pessoa, vai dormir pensando na pessoa, tropeça numa pedra pensando na pessoa. Rolam aqueles diálogos de livro e é tudo tão perfeito. É tudo tão equilibrado, sem brigas. Mas passa. Essa lua de mel uma hora vai embora. Com o amor, o buraco é mais embaixo. Junto com ele… Vem o medo de ser rejeitado e de perder o outro, o ciúmes de tudo e a rejeição. Tu se pergunta se não tá se apegando demais e no fundo tu acha que gosta mais, se importa mais e faz mais na relação. Uma palavra dita de um jeito errado já causa uma tempestade; E o amor… Esse fica ;)
Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.
Fechei os olhos e pedi um favor ao vento: Leve tudo que for desnecessário. Ando cansado de bagagens pesadas. Daqui para frente apenas o que couber no bolso e no coração.
Só observo.

O relógio digital sobre o criado-mudo marcava 03:45 da manhã, mas ela ainda não havia dormido nada. Abraçou os joelhos e absorveu o som da chuva que caia ferozmente sobre o telhado. Se sentia cansada e deprimida, como se não suportasse ser ela mesma. Não sabia porquê se sentia dessa forma, mas pensar num porquê só a deixava pior.
Ela pegou o celular e colocou os fones no último volume, procurando abafar seus próprios pensamentos. (...)

Valéria Mares
Eu ia te escrever qualquer dia, eu tinha — e tenho — um monte de coisas pra te dizer, aquelas coisas que a gente cala quando está perto porque acha que as vibrações do corpo bastam, ou por medo, não sei. Mas as coisas todas, externo-interno, eram muito difíceis e escuras, eu não tinha condições de mostrar ou dar nada a ninguém que não fosse também escuro, compreende? Eu não queria, eu não quero dar trevas, dor, medo, solidão — eu quero dar e ser luz, calor, amparo (…)
Caio F.

Nos últimos dias, isto é, ontem, a tristeza começou a ceder terreno a uma espécie de — digamos — abnegação. Durmo, acordo, faço coisas, leio muito. E esse vazio que ninguém dá jeito? Você guarda no bolso, olha o céu, suspira, vai a um cinema, essas coisas. E tudo, e tudo, e tudo. 
Quero sempre o vôo mais alto, a vista mais bonita, o beijo mais doce. Tenho um coração que quase me engole, uma força que nunca me deixa e uma rebeldia que às v...ezes me cega. Tenho um jeito de viver selvagem, mas sou mansa com quem merecer. Não gosto de café morno, de conversa mole, nem de noite sem estrela. Sou bem mais feliz que triste, mas às vezes fico distante. E me perco em mim como se não houvesse começo nem fim nessa coisa de pensar e achar explicação pra vida. Explicação mesmo, eu sei: não há. E me agarro no meu sentir porque, no fundo, só meu coração sabe. E esse mesmo coração que me guia e não quer grades nem cobranças, às vezes me deixa sem rumo, com uma interrogação bem no meio da frase: O que eu quero mesmo? Por isso, eu te peço (de um jeito meio sem-vergonha, que é assim que costumo ser): se eu gostar de você, tenha a gentileza de não me deixar tão solta. Não me pergunte aonde vou, mas me peça pra voltar. Sou fácil de ler, mas não tente descobrir porque o mesmo refrão insiste em tocar tanto. Se eu gostar de você, tenha a delicadeza de também gostar de mim. E me deixe ser, assim, exatamente como eu sou. Meio gata, meio gente. Desconfiada. E independente. E adoradora de todos os luxos e lixos do mundo. Quer me prender? Nem tente. Quer me adorar?
A escolha é sua, vá em frente!

11 janeiro, 2013


Era um dia daqueles. Daqueles que a gente acha que não vai suportar, que o peito parece explodir e o mar ganhar novo nome: nossos olhos. Estava eu no meio do vendaval quando eles começaram voar ao meu redor.
Um passou bem pertinho do meu rosto, o outro, deixou um recado no meu espelho, o outro, usou da nossa tecnologia pra me contactar.
Eu sabia da existência de cada um, mas perdia muito tempo olhando pra onde não estavam. No entanto, apesar da minha total apatia diante da grandeza de todos, nada disso foi dado como veredito de condenação naquele momento, naquele dia que deles eu tanto precisei. Um a um eles foram surgindo, sem convite e sem saber que eram o socorro. Nesse dia entendi que anjos também são mágicos e têm o poder de iluminar os tesouros escancarados que possuimos e as vezes esquecemos.
Meus anjos não moram no céu, muito menos são perfeitos e imortais. Meus anjos atendem por família e amigos, que quando o chão treme sob meus pés, me pegam pelos braços e me levam para o céu, pra que eu possa ver, de lá, lá de cima que lindo castelo é esse meu. E lá daquele alto eu vejo e entendo que uma ou outra coisa pode até desabar, que as torres podem cair, que a seca pode destruir, mas que há sempre muito, muito, muuuuuuito mais do que os pequenos tremorezinhos que hora ou outra nos atingem.
Lá do céu, de onde esses anjos me levam, todo resto se torna só resto e a grandiosidade da vida, em toda sua complexidade e simplicidade se faz dádiva, independente da estampa que esteja vestida.
Eu preciso muito muito de você eu quero muito muito você aqui de vez em quando nem que seja muito de vez em quando você nem precisa trazer maçãs nem perguntar se estou melhor você não precisa trazer nada só você mesmo você nem precisa dizer alguma coisa no telefone basta ligar e eu fico ouvindo o seu silêncio juro como não peço mais que o seu silêncio do outro lado da linha ou do outro lado da porta ou do outro lado do muro.Mas eu preciso muito muito de você

Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, eu tiro um arco-íris da cartola. E refarço. Colo. Pinto e bordo. Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existi no mundo. Maior que todos ventos contrários. É maior porque é bem. E nisso, sim, acretido até o FIM.
Se não for hoje, um dia será. Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo. 

09 janeiro, 2013

Azar de quem não chorou ao som de uma canção de amor. Que não riu dos pássaros voando por aí. Que não se inebriou com o aroma e com as cores das flores. Azar de quem amou pouco e com esse pouco nada soube da vida.
Ele me deixa assustada. Eletrizada. Confunde totalmente meu senso de direção. No alto das árvores. No chão. Nas luzes do palco. Em seus braços. Não faço ideia de onde estou.
Cresci no meio de livros, fazendo amigos invisíveis em páginas que se desfaziam em pó cujo cheiro ainda conservo nas mãos.
“Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar, mas se o destino insistir em nos separar, danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas. Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos, profetas, sinopses, espelhos, conselhos, se dane o evangelho e todos os orixás. Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz, consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela, está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz, serás o meu amor, serás a minha paz.”
Chico Buarque
E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário: por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.

Machado de Assis

11 dezembro, 2012


Eu sou a lua
Solitária
bonita 
intocável 
imaculada
lisa
perfeita 
de longe:
só me falta anoitecer.


Não vem pro meu lado com essa pergunta e expressão sedenta por respostas infelizes. Sem essa de querer me dizer o que há ou como as coisas são. Deixa-me ser sozinho sem ter de enfrentar suas suposições e julgamentos, deixa-me estar comigo mesmo sem essa cobrança que vocês inventaram. Porque hoje quero ser meu, quero a cerveja só pra mim, as sensações todas minhas, a companhia individual. Não quero enfrentar a expressão meio sarcástica do garçom que me pergunta se vai ser só um copo mesmo, tampouco olhares curiosos inventando para mim a solidão, a decepção amorosa, a ruína da vida social e outras coisas assim. Eu me suporto, o silêncio não me atormenta e eu me acompanho bem; hoje é assim que vai ser. Pelo meu direito à liberdade, à individualidade necessária: estou eu.

Cansada da tristeza
em todo lugar
a menina abriu as asas
e voou sem saber voar.


OTM'


"Solus Dum Spiro Meminero Tui"
Escuta, o silencio também grita.
.

Queria e quero — ainda. Voar junto com alguém, não sozinho. Mas todos me parecem tão fracos, tão assustados e incapazes de ir muito longe. Talvez eu me engane, e minhas asas sejam bem mais frágeis que meu ímpeto. Mas se forem como imagino, talvez esteja fadado à solidão.
Caio Fernando Abreu

06 novembro, 2012

Você precisa ter 14 anos para assistir novela de horário nobre, 16 para doar sangue, 18 para tirar carteira de motorista, 60 para se aposentar. Mas é preciso estipular uma idade para encontrar alguém com quem você queira passar toda a sua vida?

03 novembro, 2012



Passei mais da metade da minha vida dentro do meu quarto. Queria engolir o mundo com tudo que tinha dentro.
Você cresce e repara que já estava sendo engolido pelo mundo faz tempo.

"Mas é claro que o sol vai voltar amanhã mais uma vez, eu sei. Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã, espera que o sol já vem. Tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria estar do lado de lá. Tem gente que machuca os outros, tem gente que não sabe amar, tem gente enganando a gente, veja nossa vida como está, mas eu sei que um dia a gente aprende. Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo. Quem acredita, sempre alcança. Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém."

"Eu gosto de dormir ouvindo o barulho da chuva. Gosto de abraços demorados, e rir até a barriga doer. Gosto de falar bobeira, e tomar sorvete no frio (...) "

Simplicidade~

(r)'


Em  frente  ou  enfrente, me  entende?

"(…) Porque é mil vezes mais fácil você encontrar alguém que te julgue, do que alguém que sente do seu lado e te diga: “Eu te entendo”."

              Quando amanheceu, eu sabia que seria chuva, mesmo tendo aqueles raios de sol faiscados bela brechinha da janela, eu sabia que seria chuva, e por mais que a gente 'desnublasse' o coração, ficaria sempre uma esperança boba, que faria enxergar sóis e desenhos nas nuvens. Mas acontece que passaram meus 22 anos e acho que quando a gente envelhece, as lágrimas começam a secar e as dores precisam ser mesmo muito fortes pra baquear e fazer perder a vontade de seguir... em frente, acima de tudo.
porque ninguém vai lhe comprar um guarda-chuva enquanto faz tempestade lá fora. e ninguém vai lhe ensinar o caminho de volta bem no meio da travessia.
você pode oferecer chá pras visitas, pintar as paredes de anil, decorar o jardim com girassóis pode aprender a andar de bicicleta e deixar a janela aberta todas as noites esperando que caia uma estrela de verão no quintal. mas algumas coisas (talvez a maioria delas) precisam de tempo. feridas não cicatrizam de um dia para o outro. esperanças não brotam em olhos cansados de enxergar o óbvio...
 e já fez tempestade demais no meu inverno. deve de ser agora a hora certa de florir.

"Vem  comigo  procurar  algum  lugar  mais  calmo, longe  dessa confusão  e  dessa  gente  que  não  se  respeita. Tenho  quase  certeza  que  eu  não  sou  daqui."

Se soubéssemos quantas e quantas vezes as nossas palavras são mal interpretadas, haveria muito mais silêncio neste mundo.

Oscar Wilde


- E agora?
- Agora você aponta pra felicidade e rema

 Feliciou’s

- Uma passagem, por favor.
- E qual o destino ?
- Não sei. Aonde mora a felicidade ?

13 outubro, 2012


Entre as coisas mais verdadeiras que sempre leio e assino embaixo estão as concepções de que, quem ama cuida e quem quer, dá um jeito. Nisso, cabem cartas e e-mails pra encurtar distâncias, mensagens e telefonemas pra romper silêncios, e sempre que possível, encontros pra amenizar saudades. É isso..
~Não importa o quão independente você seja, ou quantas pessoas tenha aos seus pés, ou até mesmo o quanto seu coração seja duro. Chegará um dia em que sentirá falta de uma mão fazendo carinho em seu cabelo, de dividir o fone de ouvido pra escutar uma música, de receber um sms numa quarta-feira qualquer com uma mensagem dizendo o quanto você é importante na vida de alguém. Sentirá
 saudade de quando ficava contando quantos dias ainda faltavam pra poder se encontrar com alguém e quando esses dias finalmente se tornavam horas, o quanto odiava por elas nao passarem. Terá saudade de beijos matinais acompanhados de uma palavra de carinho qualquer que te fazia ficar feliz o resto do dia. Isso mais cedo ou mais tarde irá acontecer, com cada um de nós. Até quem se encaixa no grupo dos "descepcionados" e que querem ficar sozinhos. E não adianta dizer que não quer mais amar, que o amor não existe e mesmo que exista ele machuca. Você está errado! O que machuca nao é o amor, mas sim a falta de capacidade de algumas pessoas de usá-lo ou que tenham um nível de imbecilidade tão grande ao ponto de acharem que sabem o que é o amor de verdade (o incondicional) e conseguem abrir suas mizeráveis bocas pra dizer que amam, e mais tarde simplismente abandonam não honrando o que disseram e não se importando com o coração que cativaram.
E por mais que demore e que lhe custe muitas lágrimas, muita raiva ou qualquer sentimento negativo que seja, haverá um dia em que seu olhar se cruzará com outro e isso fará as borboletas do seu estômago começarem a ter vida novamente, e de alguma forma elas farão você sentir aquele frio na barriga quando rever aquela pessoa e mais uma vez você irá se encantar e irá se pegar pensando e lembrando dessa pessoa mais vezes do que o normal de se pensar e lembrar de alguém, e olha lá, você se apaixonando e a caminho de amar novamente e percebendo que a sua vida não acabou quando você foi deixado para trás e se toca que o mundo é redondo, e que o lugar que parece ser o final pode sim, ser apenas o início.
Ninguém vive sozinho, e da mesma forma que seu corpo e seu espírito precisam de alimento, com o coração nao é diferente. Somos seres humanos completos, independente da nossa raça, religião ou classe social, não tem como não ser assim, pois foi assim que fomos feitos, seja lá por quem ou o que, mas fomos, e se mesmo sabendo disso você não alimentar nenhum desses três, eles ficarão doentes e te matarão aos poucos, e com um tempo você não será capaz de amar nem a sí mesmo, e aquele ego que sustentava de "ser independente" terá morrido junto com qualquer esperança que tenha de ser feliz.
Então não deixe que nenhum idiota faça com que você se mate aos poucos, seja feliz, da sua maneira, e não espere sentado o amor bater a sua porta, comece se amando, escute aquela música que te faz querer dançar e se descobrirá sorrindo como um bobo patético, e esse será o primeiro de muitos que dará sozinho e quando isso acontecer você irá notar que pode sim ser feliz outra vez, na verdade poderá ser muitas vezes, quantas quiser. E aquele(a) babaca que te fez chorar e que você pensava que não iria esquecer estará num canto qualquer do seu passado e só terá servido pra você madurecer um pouco mais e servirá tambem pra você ter uma história engraçada pra contar numa roda de amigos e mostrar o quão bobo já foi por ter passado por aquilo e mudará seu conceito sobre ser idiota, pois esse rótulo não se encaixará mais em você, mas sim ao outro, não mais significante, protagonista dessa história.
E só pra constar, no final desse filme a gente morre, então entenda que uma coisa é certa, ficar sentado se sentindo infeliz não irá mudar nada.
~Eu era o tipo de mulher que para mostrar que tinha força já colocava em prática a frase: “Eu vou enfiar a mão na cara dela!” Hoje em dia eu uso a força sim, mas a força do pensamento: “Ela vai tropeçar, cair de cara no chão, vai ficar com a cara arrebentada, uma linda cicatriz e com o corpo todo doído.” (no mínimo, depende do estágio da raiva). E eu vou continuar calma, ilesa e sem sujar as minhas mãos com merda. Aprendi a ter auto-controle e não fazer mal a ninguém, só a desejar.


"Um dia, perguntei para o psiquiatra: sou bipolar? Ele me disse: de bipolar você não tem nada. Você é sincera e tem sentimentos intensos. E me explicou a origem da palavra sincera, que vem do latim e significa “sem cera”. Antigamente, carpinteiros e escultores usavam cera para disfarçar os defeitinhos de esculturas e móveis de madeira. Então, eles lixavam, passavam verniz e tudo ficava aparentemen
te perfeito e em ordem. O aspecto das peças era magnífico. Com o passar do tempo, do frio, calor e uso, a cera ia se desmanchando e os defeitos iam ganhando vida. Sinceridade é “sem cera”, ou seja, sem máscaras, sem retoques, sem querer ser o que não é. Achei bonita a explicação dele. E triste. Dói ser “sem cera”."

- Mas e se eu encontrar a felicidade num abismo?
- Se joga.

08 setembro, 2012


Com o tempo você aprende abrir mão de coisas preciosas pra você, mas quando você abre mão de algo, não quer dizer que você não queria aquilo, só que simplesmente cansamos de sofrer, esperar e não acontecer absolutamente nada, confiamos demais, esperamos demais, queremos demais e sofremos demais.
e um dia você se cansa disso tudo e diz chega, chega de tanta dor e é ai que começamos á nos valorizar
e é quando a vida nos presenteia com coisas maravilhosas, com momentos inesquecíveis, e sensações inagualaveis, temos que aprender abrir mão de coisas que nos deixam mal, praticar o desapego e dar valor ao que realmente nos faz feliz.

07 setembro, 2012

É claro que daqui a dez anos, eu estarei mais madura. Levarei as coisas mais a sério. Serei mais independente e saberei muito mais do que eu sei hoje. Eu espero que seja assim. Eu quero. Mas sem perder certas características, que adquirimos
 ao longo da vida, sabe. As características mais lindas, que começam na infância. Aquela imaginação ilimitada, por exemplo. Ou aquela sensação gostosa de que seu desenho favorito vai começar. Não quero me tornar 100% adulta. Quero continuar permitindo que as coisas mais simples, mais bobas, ainda me façam feliz. Um dos principais ingredientes que tornam a vida mais gostosa, mais saborosa, e mais feliz, são essas características. E conheço pessoas as perderam. Não quero que o tempo leve com ele uma das melhores coisas que existe em mim. Creio que muitas pessoas tenham esse mesmo desejo. De evoluir, melhorar, mas sem deixar certas coisas pra trás. Coisas que nos tornam mais joviais, que nos fazem viver de verdade, e não apenas existir. Nessa vida, a juventude passa, sim. Mas ela pode permanecer dentro de nós, no nosso íntimo. E isso pode ser… Maravilhoso.
“Tem que sofrer muito minha filha, tem que ser largada por um milhão de homens e vê se aprende que amor não se implora. Vê se aprende que se ele gosta, uma frase no msn não significa nada. Vê se aprende que se ele não gosta, você pode escrever até o RG dele no seu facebook, ele nem vai ter a capacidade de ler. Aprende. Aprende. Aprende que dói menos.”

— Oi.
— Oi.
— Gostei do teu cabelo.
— Amei tua barba. 
— Teu sorriso não é dos piores. 
— Nem o teu.
— Tua voz é… Mansinha.
— Teu olho é claro?
— Mais que o teu, disso tenho certeza.
— Mas os meus são pretos.
— E os meus azuis.
— Teus braços passam segurança.
— E teus seios conforto.
— Gay.
— Gorda.
— Pegou pesado…
— Eu sempre pego.
— Percebi.
— Já te amei.
— Também já gostei um pouco de ti.
— Ainda te amo.
— Tu é agradável. 
— To dizendo que te amo.
— E eu que amo chocolate.
— Eu repeti que te amo.
— E eu vou repetir que amo chocolate.
— Chocolate engorda.
— E o teu amor machuca."
[...]Poderiam me ensinar a como entrar nas sombras e sair em qualquer lugar, entraria nas sombras do meu quarto, e sairia nas do seu...[...]

R.A.

06 setembro, 2012


“Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer às vezes que às vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo (…)”


O Teatro Mágico

Recicle seus pensamentos, abandone o que não faz sentido, mas antes de julgar como algo sem sentido, analise todas possibilidades.
ACORDE! VOCÊ é a sua própria prisão!


Foi então que eu resolvi, já que não poderia ser a mais gostosa por uma questão de nascimento, nem a mais inteligente por questões desconhecidas, ser a mais estranha e a mais engraçada.

R.E.M.




I thought that I heard you laughing
I thought that I heard you sing
I think I thought I saw you try 

♫ 
Apenas uma garota do interior vivendo num mundo solitário
Ela pegou o trem da meia-noite indo para qualquer lugar (...)

Don't Stop Believin'

You could have a minimum of courage and speak the truth ..

He speaks for me'


- Gosto de pessoas doces, gosto de situações claras.
E por tudo isso, ando cada vez mais só!
Nenhum afogado pode saber qual a gota de água que fez a sua respiração parar ..

Caio F.





O início do fim é o grande recomeço.

|m|
Quando amanheceu, eu sabia que seria chuva.
e por mais que a gente 'desnublasse' o coração, ficaria sempre uma esperança boba, que faria enxergar sóis e desenhos nas nuvens. mas acontece que passaram meus 23 anos. e acho que quando a gente 

envelhece, as lágrimas começam a secar e as dores precisam ser mesmo muito fortes pra baquear e fazer perder a vontade de seguir... em frente, acima de tudo.
porque ninguém vai lhe comprar um guarda-chuva enquanto faz tempestade lá fora. e ninguém vai lhe ensinar o caminho de volta bem no meio da travessia.
você pode oferecer chá pras visitas, pintar as paredes de anil, decorar o jardim com girassóis... pode apreder a andar de bicicleta e deixar a janela aberta todas as noites esperando que caia uma estrela de verão no quintal. mas algumas coisas (talvez a maioria delas) precisam de tempo. feridas não cicatrizam de um dia para o outro. esperanças não brotam em olhos cansados de enxergar o óbvio...
e já fez tempestade demais no meu inverno. deve de ser agora a hora certa de florir.

06 julho, 2012

O sorriso que eu levo hoje apaga todos os outros rastros.
Eu aprendi, aos trancos,
que ser feliz não dói.

Me queira assim ...

… que você me queira assim, imperfeita e cheia de confusões. Que saiba os momentos em que eu preciso de uma mão passando entre os fios de cabelo. Que perceba que às vezes tudo o que eu preciso é do silêncio e do barulho da nossa respiração. Que veja que eu me esforço de um jeito nem sempre certo. Que veja lá na frente uma estrada, inteiramente nossa, cheia de opções e curvas. E que aceite que buracos sempre terão. O que eu peço é que você me veja de verdade. Que você olhe dentro de mim e veja o que eu sou, com meus momentos de sabedoria, esperteza, alienação e ingenuidade, porque eu nunca vou saber tudo. E entenda que de vez em quando faço questão de não saber nada. Que você note que eu faço o melhor de mim e vezenquando desconheço o que eu realmente posso ser. Peço que você tenha paciência grátis e um colo que não faça feriadão. Que me ensine mais, a cada dia, o meu. E o seu.
Isso de querer

ser

exatamente aquilo que

a gente é

ainda vai nos levar

além.
'Algumas vezes quebram minhas pernas, chutam minha cara, pisam em meus dedos. Eu sobrevivo, tenho sobrevivido. Sou marcada, sim, mas faço valer cada uma das minhas cicatrizes.'

"Estou com sede de mudanças,
mas não quero arrastar os móveis,
nem desentortar os quadros.
Quero desabitar meus hábitos."

Marla de Queiroz
Que a minha intensidade não me impeça de respirar vezenquando, pois suspiro o tempo todo pra encontrar espaço nesse peito que já nem se cabe. Que essas explosões de vida, de beleza e dor me permitam ao menos, por alguns momentos, absorvê-las com tranqüilidade: para que eu consiga dormir sem ter de chorar ou gargalhar até a exaustão, pois sinto falta de apenas lacrimejar ou sorrir sem contrações, descontraída. Que a felicidade não me doa sempre e tanto, a ponto de assustar. Que haja alguma suavidade nos meus olhos diante do cotidiano e que eu não me emocione exageradamente com esta delicadeza. Que eu possa contemplar o mar sem que ele me afogue por completo. Que eu possa olhar o céu imenso e que isso não me aniquile por lucidez extrema. E que quando eu escrever um texto, ao ser publicado, assim, despido de qualquer revisão emocional, dotado apenas da intuição que me foi dada, que encontre a fonte precisa que agasalhe a palavra “palavra”. Que eu não viva só em caixa alta, com esses gritos que arranham silêncios e desgovernam melodias. Que eu saiba dizer sem que isso me machuque demais. Que eu saiba calar sem que isso me provoque uma tagarelice interna inquieta. Que eu possa saber dessa música apenas que ela se comunica com algo em mim, nada mais. Que eu possa morrer de amor e, ainda sim, ser discreta. Que eu possa sentir tristeza sem que ela se aposse de toda a minha alegria. E que, se um dia eu for abandonada pelo amor, não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia.

30 junho, 2012

Mas eu amo, é o que importa. Amo demais. Sem discursos, sem frase de efeito, sem irresponsabilidades. Eu sei porque se não fosse tão forte eu não ficaria sem palavras

"Infelizmente nós só temos uma unica vida.
Se eu tivesse outra vida, seria enfermeira.
Se eu tivesse uma outra, queria ser astronauta
Poderia ser várias coisas diferentes em várias vidas...
Mas sei que em todas elas eu sei que coseguiria  amar somente uma única pessoa."





Não tenho a menor paciência com pessoas que vestem a carapuça, não sabem interpretar texto e se fazem de coitadas. Tenha dó.



Sempre lhe diziam "não sonha tanto, menina!" ... "você pode cair e se machucar" ... mas ela tinha aquele jeito meio peculiar, um olhar baixo de mistério mas que cativava, quando jogava seus sorrisos por aí... tinha a alma leve e adocicada... quase ninguém a entendia, mas e dai? ... ela não ligava, porque sempre conseguia aquilo que queria, mesmo com o todo vento contrário e todo mau humor desse mundo.. E foi ali, mais uma vez, que ela se deu conta que era muito melhor do que imaginava e melhor que muita coisa.



Acho que se a gente for parar pra pensar, os nossos erros e acertos acabam sendo uma espécie de bússola interna que carregamos pra lá e pra cá. Eles mostram a direção, mas a escolha será, independente de qualquer outra coisa, nossa. Ainda precisamos viver pra saber, e pra viver, escolher

29 junho, 2012


Carinho é quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente, e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo.

Tem beijo que parece mordida,tem mordida que parece carinho, tem carinho que parece briga, tem briga que aparece pra trazer sorriso, tem sorriso que parece choro, tem choro que é pura alegria, tem dia que parece noite, e a tristeza parece poesia. tem motivo pra viver de novo, tem o novo que quer ter motivo, tem aquele que parece feio, mas o coração nos diz que é o mais bonito. descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais.

Eu e essa minha vontade patética de ficar procurando coisas em lugares vazios.



A gente às vezes vai se fechando dentro da própria cabeça, e tudo começa a parecer muito mais difícil do que realmente é.



Não precisa ter músculos para provar que é homem e nem bunda para provar que é mulher. Tenha um coração e prove que é gente


Eu gosto de pessoas inteligentes que enxergam o mundo com humor. Tem muitas pessoas em quem eu bato o olho e penso: deve ser legal ser amiga dele. É gente que não carrega o mundo nas costas, que fala olhando nos olhos, que não se leva tão a sério, que é franca na hora do sim e na hora do não. É difícil sacar as qualidades de uma pessoa sem antes conhecê-la, mas intuição existe pra isso. Tenho vários amigos que enriquecem minha vida e se encaixam no meu conceito de “pessoas especiais”, mas meu coração é espaçoso e está em condições de receber novos inquilinos.

Eu não ligava para muitas coisas. Eu nunca ligo. Ou eu amo ou eu desconheço. Você pode fazer uma festa na minha frente, mas se não morar no meu coração, eu não vou enxergar.

26 junho, 2012


"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração…" - 

O Pequeno Príncipe


Guardar o amor numa caixinha, subir no banquinho, colocar bem alto no armário, fechar a porta. Mesmo assim, de vez em quando despenca tudo.




Sacudir voce e dizer que voce é um bobo porque esta me perdendo dessa maneira.

Tati Bernadi

Sparks *_*


Se você realmente quer ir pra frente, você tem que saber o que está fazendo e acreditar. Não adianta ficar achando que as pessoas vão resolver os seus problemas, porque a única pessoa que pode resolver as suas coisas é você mesmo.

Ô minha filha, as suas dores não são as maiores do mundo e nem vão ser. Sacode a poeira. Toma um banho de rio. Abre essas asas. Grita alto, chora baixo. Pula alto e cai de cara. Desenha toda a beleza do mundo. Compra uma caixa de lápis de cor e sai aí colorindo a vida.


  • E então, ele silenciou. Faltou palavras, letras, dígitos. Qualquer coisa que pudesse mostrar o sentimento, faltou. Com tantas palavras que existem no dicionario, nenhuma foi dita. Nenhuma. Mas o momento ficou. E os nossos olhos tiraram fotos